Shih-Tzu

Shih-Tzu

Acredita-se que o Shih-Tzu, que significa Cão Leão em chinês, é nativo das montanhas do Tibet. Ele foi durante muito tempo o preferido nos castelos imperiais da China, sendo considerado, inclusive, membro da família real chinesa. Por esta razão, poucos exemplares de sua raça foram oferecidos para exportação. Os cães eram pequenos, inteligentes e extremamente dóceis.

 

Sabe-se que a criação do Shih-Tzu era delegada a eunucos que disputavam entre si para produzir exemplares que agradassem ao máximo o imperador. Os escolhidos tinham seus quadros pintados em tapeçarias, e o eunuco responsável pelos cães recebia presentes do imperador. Segundo os historiadores da raça, o Shih-Tzu não foi conhecido fora da China antes de 1860, quando o Palácio Imperial de verão foi invadido por tropas inglesas e francesas. Ainda segundo estes estudiosos a raça foi praticamente extinta durante a revolução comunista da China, sendo salva graças a 7 fêmeas e 7 machos que restaram.

 

Apesar de tanta restrição quanto a saída destes cãezinhos da China, alguns exemplares se deram muito bem na Europa, e de lá foram levados pelos soldados após a II Guerra Mundial para os Estados Unidos. Mais de vinte anos depois, o Shih-Tzu foi reconhecido como raça pelo American Kennel Club, entrando no grupo dos Toys. Atualmente, é uma das raças mais conhecidas deste grupo e sua elegância faz com que ele tenha admiradores pelo mundo todo.

 

O Shih-Tzu é um cachorro de muita personalidade, que exige afeição e atenção, sendo uma excelente companhia. Não precisa de tanto exercício como os cães maiores, nem come tanto quanto eles. Aprende rápido as lições ensinadas e tem razoável paciência com crianças. Por ser de uma raça de pequeno porte, ele vive bem em apartamento. Também tem facilidade para se adaptar ao esquema de vida dos donos, podendo ser mais ou menos ativo nos passeios, brincar muito ou ficar deitado no sofá, e acostuma-se facilmente a pessoas novas. Caminhadas diárias de 15 minutos são suficientes para agradá-los. Apesar da pelagem longa, não perde muito pelo. Mas, ele deve ser escovado todos os dias para manter o brilho e vivacidade.

 

A razão de ser do Shih-Tzu é amar e ser amado. A raça que não é das mais ávidas por trabalho, mas é capaz de aprender coisas novas se ensinado. Mas se você prefere não ensinar nada e torná-lo um cãozinho mimado, tudo bem, ele assim o será, mas neste caso, as consequências são previsíveis: você terá um cachorrinho que vai querer viver no colo e ter atenção total. Por outro lado, se você quiser trabalhar com ele, terá uma grata surpresa ao ver como ele responde bem ao treinamento.

Uma das características mais marcantes do Shih-Tzu é sua personalidade. Muito amigável, sem sinais de agressividade, ótima companhia para crianças e outros cães. São conhecidos também por adorar brincar e fazer travessuras pela casa, ao mesmo tempo em que podem permanecer sentados, apenas olhando intensamente para o dono.

 

Um possível “problema” para os futuros donos de Shih-Tzu é o cuidado necessário com o pelo, principalmente o do rosto que ao ficar molhado (quando o cãozinho bebe água, por exemplo) pode ficar com um cheiro desagradável. Uma alternativa fácil para contornar a situação é o uso de bebedouros especiais, semelhante aos usados em coelheiras. Outras características complicadas da raça são a tendência à coprofagia (ingerir as próprias fezes) e a problemas nos olhos quando esses são muito proeminentes.

 

Características:

 

Tamanho – Na FCI (Federação Cinológica Internacional) o padrão determina o peso ideal entre 4,5 a 8,1kg (preferivelmente não passando de 7,3kg ), e altura máxima de 26,7cm na cernelha. No AKC (Amrican Kennel Club) a altura padrão é de 23 a 26,7 cm, sendo o limite máximo de 28 cm e o mínimo de 20,3 cm. O peso ideal varia entre 5,4 kg e 6,8 kg, não devendo passar de 8,2 kg, nem ser inferior a 4 kg.

 

Aparência – É extremamente importante que ele seja bem balanceado, sem características exageradas. Ligeiramente mais comprido que alto, anda com a cabeça erguida e com a cauda portada alta, bem peluda, curvada sobre seu corpo.

 

Pelagem e Cor – Tem pelagem dupla, ou seja, pelo e sub-pelo, luxuosa, densa, longa e graciosa, não cacheada. Uma leve ondulação é permitida. Todas as cores são permitidas, tanto sólidas como com marcações.

 

Cabeça – Olhos bem separados, grandes, escuros e arredondados, não proeminentes. A expressão do olhar é doce e amigável. Focinho curto e quadrado. A cabeça deve ser redonda, sem ser muito pequena nem muito grande, mas proporcional ao resto do corpo. Orelhas grandes e caídas, bem peludas. Nariz, lábios e contorno dos olhos bem pigmentados. A mordida deve ser ligeiramente prognata inferior ou torquês.

 

Temperamento – Como a única proposta do Shih-Tzu é a companhia, é essencial que ele seja sociável, alegre, afetuoso, amigável e confiável.

 

Cauda – Conforme descrito na aparência, portada alta, peluda e curvada.

 

Expectativa de vida – De 12 a 14 anos, podendo chegar a 18 anos. Assim como acontece com quase todas as raças, o Shih-Tzu também está predisposto a algumas doenças tais como: deslocamento de retina; hipotiroidísmo; problemas das articulações tais como luxação de patela e displasia, atrofia renal e catarata juvenil.

Trackbacks and pingbacks

No trackback or pingback available for this article.